Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Leo Burnett’

Mais Cinquecento

Já falamos aqui sobre a engraçada campanha do Cinquecento com os atores Dustin Hoffman e Ricardo Macchi.

Este carro tem um conceito tão diferenciado e tão forte que a criatividade tem rola solto. Olha que bacana as peças impressas abaixo:

 

Um produto assim é o sonho dos redatores e diretores de arte.

Criação da Leo Burnett.

Anúncios

Read Full Post »

Há tempos o McDonald’s tenta se desvencilhar de uma imagem de “restaurante de criancinhas obesas”.

Em outubro, a rede de fast-food passará por uma reformulação do seu cardápio infantil e o famoso McLanche Feliz terá suas porções de fritas reduzidas e passará a incluir uma porção de frutas frescas. A fruta não é mais opcional, faz parte obrigatória do cardápio. Uma grande evolução!

McLanche Feliz passará a ter frutas (Foto: Divulgação)

Era evidente que se a marca não se adequasse à essa tendência saudável estaria condenada. Aposto que futuramente teremos McLanche Feliz para crianças vegetarianas. Querem apostar?

Agora vejam esse comercial super lúdico que mostra as caixinhas do McLanche Feliz como um grande brinquedo. Dá vontade de brincar! Criação da Leo Burnett de Londres.

Read Full Post »

Olha, fazia tempo que eu não via uma forma tão simples e diferente para falar sobre absorvente. Sem sangue azul, absorvente que exala flores, mulher de vestido branco esvoaçante ou andando toda disposta de bike.

A Leo Burnett de Chicago criou um anúncio impresso no qual, o absorvente Always é um labirinto impossível e o pontinho vermelho jamais conseguirá chegar às extremidades.

Curti!

Read Full Post »

O mundo mudou.

Lembra da musiquinha de infância que dizia “papai foi pra roça, mamãe pro cafezal”? É…realmente o mundo mudou. Uma entrevista encomendada pela Editora Abril ao Ibope aponta que dependendo da cidade, a porcentagem de mulheres que sustentam a casa varia de 23,4% até 38,2%. Isso significa que em algumas capitais brasileiras, em quase 40% dos casos, a música podia dizer algo como “mamãe foi pro escritório e papai vai te dar o almoço”.

Vendo essa tendência, a Fiat inovou no comercial do novo Idea e inverteu a famosa família margarina, colocando a mãe como provedora e o marido como aquele que cuida do lar.

Apesar de essa já ser uma realidade em muitos lares, eu achei que a Fiat foi bem corajosa e inovadora em fazer um comercial assim já a gente vive ainda em uma sociedade considerada bastante machista e pratriarcal aqui no Brasil. Mas, como diz o comercial, o mundo mudou e a Fiat mostrou que está de olho nessa mudança! A criação é da Leo Burnett.

FICHA TÉCNICA
FILME: Inversão de Papéis
DURAÇÃO (VERSÕES): 30” / 15” / 10” / 7” / 5”/ 3”
Título: Inversão de Papéis
Produto: Idea RST MY’11
Anunciante: Fiat Automóveis S/A
Diretor de Criação: Ruy Lindenberg
Diretor de Arte: Renato Butori
Redatora: Flavia Corradini
RTV: Iracema Nogueira Lima, Celso Groba, Fernanda Moura e Camila Aquino
Atendimento: Cintia Mourão, Elton Longhi, Daniela Ferreira e Pedro Lage
Mídia: Daniela Franco, Juliana Scarabeli, Paulo Pereira e Janaina Saldanha
Planejamento: Patrícia Weiss, João Gabriel e Tiago Lara
Aprovação Cliente: C. Belini, Lélio Ramos, João Ciaco, Malú Antonio e Ana Brant
Produtora de Filme: Cine
Produção: Equipe Cine
Direção: Clovis Mello
Produção Executiva: Raul Dória

Dir. Atendimento produtora: Waldemar Tamango
Atendimento Produtora: Ana Oliveira e Maria Marta

Direção de Fotografia: Fernando Oliveira
Montagem: João Branco e Clovis Mello
Finalização: Digital 21
Produtora de Som: Raw Produtora de Áudio
Maestro: Hilton Raw

Produtor: Hilton Raw e Fernando Forni
Locução: Theo Werneck

Read Full Post »

 Faz um tempinho que estava querendo falar desse novo carro, que na minha opinião é uma graça: o novo UNO.

A estratégia utilizada é agressiva na mídia e já está no ar com 3 comerciais de TV, com o slogan:

Novo Uno. Novo Tudo.

O primeiro comercial veiculado foi esse aqui, focando mais no lado divertido do carro.

O filme mostra três desses carrinhos (que foram claramente influenciados pelo modelo 500, um dos mais populares da Fiat na Itália) num estúdio completamente vazio — e uma cidade se ergue a partir deles.

Em seguida, também focado no lado divertido do carro, veicularam o comercial que tem como sacada a ligação da música de criança “UNI DUNI TÊ”, que virou UNO Duni tê, referente as várias opções de cores do novo modelo.

Este comercial utilizou de ferramentas como 3D e After Effects.

E eu achei esse vídeo aqui, que mostra a prévia com 1 mês antecedente ao comercial final, olha só que legal!

E o terceiro que é mais uma brincadeira, evidenciando a admiração das pessoas pelo novo carro.

O novo UNO é um dos mais importantes lançamentos da FIAT dos últimos tempos, e a campanha está sendo assinada pela Leo Burnett.

Eu adorei o novo protótipo, e gostaria muito de um amarelinho…só lamentei que o título do “automóvel zero mais barato do Brasil” foi pro beleleu. rsrsr

E vocês, gostaram?

BjBj

Read Full Post »

Olá 2010, seja bem-vindo!

Bom, vou começar o ano com um assunto que  estou querendo tratar faz tempo mas ainda não havia conseguido: gênero x consumo. Prazer, meu nome é Melissa e eu faço pós em Ciências do Consumo. Uma das matérias que tive no bimestre passado foi Psicologia do Consumo e, dentro dessa matéria, um dos temas foi esse de gêneros. Para mim, um dos mais interessantes.

Cansamos de ouvir aquela história de que mulher não sabe consumir, que é compulsiva, que homem é mais racional, certo? Errado! O estudo dos gêneros nos mostra que as mulheres são muito mais atentas aos detalhes dos produtos e muito mais exigentes quanto ao ambiente que a cerca. Por que? Porque nós temos prática! Biologicamente falando, enquanto na pré-história os homens saíam para caçar, as mulheres sempre foram voltadas para o lar, o que criou em nós uma capacidade para escolhas mais habilidosas. Se olharmos a esfera cultural, vemos que as a primeira atividade social feminina foi a de comprar, já que antigamente as mulheres ficavam em casa enquanto seus maridos trabalhavam e saíam só para abastecer o lar ou se distrair com compras. Ok, ok, mas e agora? Evoluímos, ingressamos no mercado de trabalho e hoje somos algo como 3 bilhões de consumidoras ao redor do mundo. Estudos indicam que possuímos 70% do poder de decisão de compras no lar, já que mesmo quando os queridos dizem precisar de algo, nós é que pegamos sua mãozinha e o arrastamos para a loja para comprar de fato. E não somos levianas! A psicologia indica que nós, mulheres, temos a necessidade de explorar, avaliar, pedir, indagar, comparar e só então escolher. (É que fazemos isso tudo rápido né meninas? rs.)

Mas a propaganda ainda tem um longo caminho a percorrer quando o assunto é mulher. Uma pesquisa realizada pela agência Leo Burnett em sete países, entre eles o Brasil, mostrou que a maioria das consumidoras rejeita boa parte das mensagens veiculadas, isso porque nosso gênero ainda é muita vezes representado através de clichês. Então como nos agradar? Segue algumas dicas:

• Mulheres adoram experimentar e comparar produtos (marketing de experiência, por favor!)

• Gostamos de produtos pensados para nós, como por exemplo um carro que tem bastante espelho e porta trecos. Sem adaptações baratas. Pense em mim, liga pra mim, crie um produto para mim…não, não crie para ele, não só para ele.

• Gostamos de comunicação com humor inteligente e sutilezas. Podem falar de sexo, mas com bom gosto, obrigada!

• Não precisa colocar o manual do produto na propaganda, mas informações práticas são muito bem-vindas. Queremos saber como o produto pode melhorar nosso dia-a-dia.

Essa são só algumas dicas para começar o ano vendo a mulher consumidora de forma bem mais realista. Para mais dicas,  acesse diáriamente www.garotasdepropaganda.com.br e veja o que as mulheres andam querendo. Bom, pelo menos cinco delas…

Read Full Post »

Medrosa, eu?

Semana passada, na matéria de psicologia do consumo da pós-graduação tive uma aula muito interessante sobre os gêneros masculino e feminino e seus papéis na comunicação. O assunto é tão amplo que mais para frente vou dedicar um post só para ele, mas queria dividir um comercial belíssimo utilizado como exemplo. A peça, criada pela Leo Burnett do Peru para a loja de departamentos Saga Falabella, mostra de maneira bem poética uma forma muito feminina de lidar com seus medos.

Além das imagens e trilha carregadas de emoção, a intenção do filme é mostrar nosso jeito tão particular de lidar com o que nos traz insegurança. Paramos, nos distanciamos um pouco para analisar melhor a situação, compreendemos, respiramos fundo e enfrentamos. A ideia da Falabella é convidar as mulheres a ousarem e começarem a fazer mudanças que melhorem suas vidas. Uma peça muito bonita e que fala diretamente com o público-alvo que tem na delicadeza sua maior força. Dá até vontade de soltar o cabelo, ligar essa trilha poderosa no meu iPod e sair por aí fazendo e acontecendo.

Adorei!


Ficha Técnica:

Cliente: SAGA FALABELLA

Produto: SAGA

Nome: MIEDOS

Agência: LEO BURNETT

Diretor de Criação: JUAN CARLOS GÓMEZ DE LA TORRE

Redatores: J.C. Gómez de la Torre / Daniela Nicholson / Sandra Villareal

Produtora: FATFREEFILMS

Read Full Post »