Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘SOS Mata Atlântica’

De tempos em tempos, a Fundação SOS Mata Atlântica vem através de uma campanha bem humorada, mostrar para a população soluções simples para resolver nossos problemas com o meio ambiente.

Assim foi a campanha Xixi no Banho, estão lembrados?

Desta vez, a campanha criada pela F/Nazca fala do trânsito das grandes cidades. Baseada em uma matéria publicada pela Folha, que revelou que a velocidade
média de um carro, na hora do rush, em São Paulo, é de 15km/h, apenas 1km/h a mais do que a de uma galinha, a comunicação sugere: Vá de galinha.

A campanha conta com filme que, inspirado no mistério “Quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?”,  mostra o Ovo que vai de carro ao trabalho, não dá carona, consome petróleo, é responsável pela chuva ácida e pelo trânsito, enquanto a Galinha vai para o mesmo lugar a pé, sem poluir o planeta.

Na minha opinião o verdadeiro triunfo da campanha é o site, que de maneira divertida, mostra alternativas de transporte sustentáveis como: carona, bicicleta, transporte público ou a pé mesmo, como o galináceo. Para as caronas, o site sugere dois sites “Campus Aberto” e “Caronetas” que conecta usuários que estudam ou trabalham próximos.

Ainda no site é possível assinar um abaixo assinado fotográfico (genial!). Vejam aí a minha participação:

Vamos de galinha hoje?

Read Full Post »

Sustentabilidade social é um assunto que vem sendo muito comentado; empresas mostrando seu lado verde, ativistas lutando contra as mudanças climáticas, países se preparando para a reunião de Copenhague na Dinamarca. Entre tantas outras coisas abordadas recentemente é fato que o planeta está precisando de ajuda. Franny Armstrong é inglesa e diretora de documentários. Idealizou a campanha: 10:10 – onde o objetivo de cada indivíduo é cortar 10% da emissão de carbono até 2010.

Ativista consciente na luta contra o aquecimento global e nas mudanças climáticas, Franny lançou mundialmente na última terça-feira (22/09/2009) seu último documentário, The Age of Stupid, traduzido para o português como “A Era da Estupidez”. No Brasil é distribuído pela MovieMobz. O filme tem o apoio das ONGs: Greenpeace e Instituto-e.

Filme que chama a atenção para a necessidade de governantes e cidadãos de todo o mundo agirem contra o aquecimento global. Longe de ser um filme com sermão, e com receitas de “faça isto ou aquilo”, “A Era da Estupidez” mexe com quem o assiste, pois nos sentimos mais um personagem.

O filme passa no ano de 2055 quando o planeta já chegou ao ponto da destruição ambiental. Um velho, interpretado pelo ator Pete Postlethwaite, analisa cenas das muitas tragédias ambientais ocorridas no início do século 21, e se pergunta por que os seres humanos não se salvaram quando ainda tinham a chance.

Eu recomendo!

O palco principal do lançamento de “A Era da Estupidez” foi em uma tenda montada especialmente para a exibição do filme, em Manhattan, na cidade de Nova York. E claro, foi inteiramente abastecida por energia solar.

A cerimônia contou com importantes mulheres que vestem a camisa nos assuntos ambientais, como a atriz Gillian Anderson (“Arquivo X”), a própria diretora Franny Armstrong, a produtora Lizzie Gillett e Thom Yorke, vocalista do Radiohead, que finalizou o evento tocando.

O diferencial: Os convidados foram recebidos com tapete verde e chegaram à festa através de transportes alternativos, como barcos, bicicletas, skates, veículos movidos a biodiesel de óleo de fritura e riquexós (táxis ecológicos de tração humana). Toda a energia utilizada no evento resultou em apenas 1% do carbono normalmente emitido em uma pré-estreia tradicional.

 

 

Falando em responsabilidade social, a campanha “Xixi no banho”, desenvolvida pela agência F/Nazca para o cliente: SOS Mata Atlântica no início deste ano também deu o que falar. O mote foi mostrar que é possível economizar até 4.380mil litros de água por ano, quando se faz xixi no banho.

O site possui um belo visual e o filme foi muito bem produzido, o que o tornou um viral de bom gosto e de forma natural.

 

Sendo assim, o “GAROTAS”, assume hoje sua participação como cyberativista na luta contra o aquecimento global e assume a luta na  preocupação com o meio ambiente. Definindo hoje como novas associadas ao Greenpeace.

E você, já está fazendo sua parte?

Read Full Post »