Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Patrocínio’

Banrisul e Tramontina na camisa

O Inter acaba de jogar contra o Mazembe e perder por 2 x0, o que significa que o time não vai disputar no domingo a final do Mundial de Clubes. Neste momento deve ter patrocinador chorando pelos cantos…

De qualquer forma, o fato me lembrou de uma estratégia de patrocínio bem interessante que acontece lá no Sul. Inter e Grêmio, eternos rivais, tem os mesmos patrocinadores.

A rivalidade entre os dois times é tamanha que as marcas morrem de medo de um possível boicote dos torcedores gaúchos caso, escolham patrocinar apenas um dos times. Ou seja, ou patrocine os dois ou nenhum.

Tem que ser Eike Batista  Tio Patinhas para patrocinar dois clubes tão grandes.

Em outros estados e aqui em São Paulo é diferente. As marcas escolhem apenas um time e boa sorte, tem que enfrentar a represália dos torcedores rivais mais fanáticos. Tanto é que eu conheço corintiano que se recusava a beber leite Parmalat (patrocinadora oficial do Palmeiras por muito tempo).

O interessante é que, apesar de sair caro, o duplo patrocínio traz para a marca a simpatia dos torcedores dos dois clubes. Vejam um comercial dos tempos que a cerveja Polar bancava o Gre-Nal.

Read Full Post »

Ainda em ritmo de folia, vamos falar da Rosas de Ouro – atual campeã do Carnaval de São Paulo.

Patrocinada pela marca de chocolates Cacau Show, a escola trouxe para a avenida o enredo: Cacau: Um Grão Precioso Que Virou Chocolate Sem Dúvida, Se Transformou no Melhor Presente! E numa ação escancarada de merchandising o refrão dizia: O Cacau é Show!

Por pressão da Globo, emissora que detem os direitos do Carnaval 2010 para TV e que não permite realização de propaganda, a escola alterou a frase original para: O Cacau chegou! Mas toda a polêmica em si já trouxe atenção para a escola e a marca. E apesar da alteração da letra, a Cacau Show continuou presente em alguns detalhes, quer ver?

Embalagem da Cacau Show, carro alegórico e fantasia da Rosas

Cartazes da Cacau Show espalhados pelo barracão

Para alegria da escola e da marca, a Rosas de Ouro foi campeã, o que trouxe mais visibilidade. Em geral foi uma ótima oportunidade para a Cacau Show, que arriscou em investir na escola de samba (pagaram 2 milhões pelo patrocínio) e acertaram em cheio. A presidente da escola, Angelina Basílio, disse que no desfile das Campeãs a escola vai cantar o enredo original, desafiando a Rede Globo e homenageando sua parceira.

 O que vocês acham?

O patrocínio enriquece o carnaval, visto que as escolas acumulam uma verba maior para caprichar nos desfiles? Ou torna o evento “vendido” demais?

Read Full Post »

Vamos falar de um assunto que particularmente muito me interessa, futebol!

Neste domingo foi a final da Copa Libertadores Feminina e o Santos com uma equipe imbatível consagrou-se campeão invicto com um placar nada modesto: 9 a 0 contra Universidad Autônoma do Paraguai.

Mais espetacular que essa vitória foi a repercussão que o campeonato teve, um marco na história do futebol feminino que ainda sofre com a falta de incentivo, de patrocínios e de credibilidade.

As Sereias da Vila, como são chamadas as atletas, mostraram garra, vontade e raça. Coisa que tem se tornado rara no futebol masculino. Durante todo o campeonato o time não se contentou com pouco e presenteou os espectadores com goleadas, uma média de 7,16 gol por partida.

Jogadores comemoram o título em estádio lotado.

Jogadoras comemoram o título em estádio lotado.

A decisão bateu recorde  de público em um campeonato feminino, 15 mil pessoas na Vila Belmiro (mais do que o clássico Santos x Palmeiras no Brasileirão). Além disso, a Band transmitiu os jogos e o Santos teve o apoio de patrocinadores de peso, como Copagaz, BMG e Lupo, incomum até então na categoria feminina.

Marta, estrela do time, atraiu as atenções para o campeonato.

Marta, estrela do time, atraiu as atenções para o campeonato.

É um grande salto. Muito se deve a presença da Marta (3 vezes melhor jogadora do mundo pela FIFA), Cris e de outras estrelas da seleção brasileira. Mas o fato é: futebol é sim, coisa pra mulher! Não só pelo sucesso do Santos, mas hoje em dia muitas mulheres acompanham o futebol, são presença fixa nos estádios e outras ainda o praticam. Infelizmente, Marta e Cia voltam para seus clubes originais no exterior, afinal foram emprestadas ao Santos exclusivamente para a Libertadores e tudo pode voltar como antes. Mas eu acredito que não, foi comprovada uma grande oportunidade para empresas e clubes investirem em um produto que nestes três meses de competição provou-se rentável.

Read Full Post »