Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘mastercard’

David Ogilvy foi um dos publicitários mais conhecidos do mundo e até hoje os escritórios com sua marca estão entre os mais importantes do mundo. É inegável que David deixou um legado mas o que ele também deixou foi uma teoria que dá no saco de muito redator: a ideia de que colocar a palavra “não” em uma chamada ou slogan traz um aspecto negativo para quem lê. Aí alguns clientes ficaram sabendo disso e resolveram tomar isso como lema eterno e imutável, o que faz com que muito texto bom seja jogado no lixo por conter a tal palavrinha, mesmo que de forma totalmente coerente. Já eu, acho que é importante avaliar caso a caso. Quando perguntam minha opinião a respeito, sempre lembro do mote da Brastemp “não é assim uma Brastemp” que é um dos temas de campanha que mais renderam na história brasileira, que todo mundo ama e que até virou bordão popular  quando se quer expressar que alguma coisa não é tão boa. Tudo isso só foi possível por causa da querida palavrinha NÃO. O problema ficou maior ainda quando muita gente resolveu ir além e defender que qualquer termo considerado negativo, ruim, não deve ser usado. E eu fiquei pensando sobre tudo isso depois do estouro dos Pôneis Malditos. Quer tema mais negativo que a palavra “malditos”? E mesmo assim a campanha deu super certo. Todo mundo deu risada, passou para frente, cantou a música, fez paródia e ajudou a viralizar a ideia.

Aí lembrei então de um comercial da Honda que ganhou o Grand Prix de Cannes uns anos atrás e que é todo baseado em um dos sentimentos mais negativos que existem: o ódio.

A ideia de transformar o ódio em uma coisa boa foi simplesmente genial. Afinal, quando você odeia alguma coisa você tem mais vontade de mudá-la e de criar algo melhor. Sorte a nossa que a Honda não levou a ferro e fogo o que David Ogilvy falou há tantos anos atrás, senão o mundo perderia essa peça brilhante. E perderia também o slogan mais bem sucedido de MasterCard, “Existem coisas que o dinheiro não compra, para todas as outras existe mastercard”. Então, vamos deixar um pouco a facilidade de se basear em regras de lado e lembrar que criatividade quando vira receita, morre?

Read Full Post »

Já falamos por aqui do Banco Imobiliário patrocinado, lembram? Bom, pelo jeito a iniciativa da Estrela deu certo e a marca decidiu usar a mesma estratégia para o Jogo da Vida.

Como no novo Banco Imobiliário (eu já joguei e é genial), o Jogo da Vida vem com máquina de cartão de crédito e débito para realizar as transações financeiras e traz parceria com empresas como Fiat, Itaú e MasterCard.

O novo Jogo da Vida funciona assim: o carrinho que percorre o tabuleiro com os jogadores será o Novo Fiat Uno. Os cartões de crédito e débito que cada jogador receberá para jogar são da bandeira MasterCard. Já os seguros adquiridos durante a partida são do Itaú.

Patrocinar jogos tem se tornado uma iniciativa adotada frequentemente pelas marcas, a Nebacetin já tinha feito algo parecido como o Jogo da Vida. Pelo jeito essas marcas querem estar desde cedo na mente da criançada.  Imagino que no jogo ainda teria espaço para outras marcas como: faculdade, maternidade, entre outros.

O Super Jogo da Vida custará R$ 139,90.

Read Full Post »

Com esse mundo tecnológico invadindo o nosso dia-a-dia, coisas que imaginávamos ser tão distante estão cada vez mais próximas. Você já imaginou fazer compras usando apenas o seu celular?

Pois na semana passada o Google apresentou uma nova forma de pagar suas compras: o GOOGLE WALLET! Um aplicativo que transforma o seu smartphone em uma carteira eletrônica, sem que você precise andar com cartões e muito menos dinheiro, a única coisa que você precisa é do seu celular. (Detalhe importante: precisa ser um que tenha a plataforma ANDROID.)

Funciona assim: por meio da tecnologia NFC (que possibilita troca de dados sem fios entre aparelhos próximos) a transação é registrada na hora pela operadora de cartão de crédito.

Porém você precisa associar sua conta a um cartão das bandeiras parceiras do Google como a MasterCard ou CitiBank. Parceiros esses que são chaves para o início da operação, pois já possuem uma boa base dos leitores NFC nos estabelecimentos, chamados de “PayPass”.

Com esse sistema as empresas e consumidores estreitam laços e todos saem beneficiados, pois podem desenvolver promoções especiais para clientes fidelizados.

Confiram o vídeo que você entenderá melhor:

Eu achei a ideia sensacional. Ainda mais porque eu nunca ando com dinheiro na carteira, mas o celular está sempre comigo. E com você, como é normalmente?

Só tenho dó, dos compradores compulsivos, que com essse sistema com certeza ficará cada vez mais difícil se controlar.

A previsão é que mais para frente você possa carregar vários outros dados, como sua identidade, chaves e até ingressos. Com isso você poderá acessar a um show usando o ingresso que já está salvo no seu celular e que se comunica com a catraca e libera sua entrada. So easy!!! =D

Você pode se questionar em relação a segurança, mas o Google afirma ser muito seguro, pois contará com várias camadas de segurança, envolvendo forte encriptação de dados e um código PIN que servirá para travar sua carteira contra uso não autorizado.

E uma fofoca de bastidores: o PAYPAL e o eBay já está acusando o GOOGLE de ter roubado informações secretas. Afirmam que o Google contratou funcionários dessas empresas que sabiam desses segredinhos que estavam sendo desenvolvidos.

Ixi… ainda tem muita história pra rolar…rsrsr mas não vejo a hora que chegue aqui!!!

Espero que tenham gostado.
Bj Bj

Read Full Post »

Quem nunca ouviu falar em Banco Imobiliário não vive nesse mundo. O tradicional brinquedo de compra e venda de terrenos, que em outros países leva o nome de Monopoly, está há 66 anos mercado e já teve 33 milhões de unidades vendidas. Não é brinquedo não… ou melhor, é sim! 

No mês passado, a Brinquedos Estrela lançou o Super Banco Imobiliário. A nova versão do jogo não tem notas, os pagamentos são feitos através de um cartão de crédito e no lugar das companhias de navegação, aviação e etc, os participantes comprarão ações de empresas como: Itaú, Vivo, Fiat, Tam Viagens, Postos Ipiranga e Nívea.

A máquina de cartão foi desenvolvida pela MasterCard para parecer com as reais.

A razão para tantas parcerias é o viabilidade do projeto, sem elas a modernização do jogo ia pesar bastante no bolso do consumidor final.  O brinquedo chega às prateleiras por um preço médio de R$ 129,00.

Muita gente deve ter achado que as parcerias tornaram o brinquedo um outdoor ambulante, mas eu, como publicitária e consumidora, adorei a ideia. A nova versão tornou o jogo ainda mais próximo da realidade. Afinal, hoje em dia, as crianças vêem seus pais pagando a maioria das compras com o cartão de crédito ou débito. E a tendência é que a preferência por pagamentos através de cartões aumente ainda mais, de acordo com uma pesquisa feita pela consultoria GfK, 57% dos consumidores afirmam que esta forma de pagamento é a preferida para pagamento das compras diárias e  85% acreditam que usar cartões é mais seguro do que carregar dinheiro e cheque.

Tem um vídeo sobre o lançamento aqui.

A Estrela espera vender 120 mil unidades. Faltam 119.999. Uma já é minha!

Read Full Post »

Olá PessoALL,

Tudo bem?

Já está virando tradição colocar comercial com approach chororô aqui, né? Mas desta vez, o tema emociona não só mulheres, mas marmanjos de todas as idades que adoram futebol.

Todo mundo já viu o filme “Figurinhas” da Mastercard?

Não vou explicar e nem narrar o comercial: vejam com seus próprios olhinhos.

Como a idéia aqui é AGREGAR, fui atrás de alguns detalhezinhos que talvez nem todos conheçam.

A febre dos álbuns de figurinhas da copa surge momentos antes do evento, mas parece que neste ano a procura foi muito maior. Conversando com o meu namorado, chegamos à conclusão de que o fenômeno deu-se pela força conquistada pelas redes sociais. E não é que acertamos?

No Twitter, Panini pede desculpas por desabastecimento de figurinhas

(Vi no UOL)

Multinacional responsável pela produção e distribuição do álbum e das figurinhas oficiais da Copa do Mundo da África do Sul, a Panini divulgou em sua página oficial no Twitter um pedido de desculpas por conta do desabastecimentos dos produtos nas bancas de jornais.

(…)

A empresa explicou que eles não estavam esperando uma procura tão grande quanto a que foi apresentada. “Nunca antes na historia desse país tanta gente colecionou o álbum da Copa”, começou a série de mensagens publicadas no microblog.

(…)

“Mesmo com a produção sendo 50% superior a da Copa de 2006, não esperávamos tantos novos adeptos. Isso se deve ao sucesso das redes sociais no Brasil integradas às ações de marketing”.

Fui atrás e descobri outra coisa bacana. Sabiam que o primeiro álbum da Panini foi justamente da Copa de 70, cujo álbum é o que aparece no filme?

Outra coisa bem legal é a participação do Rei do Futebol num momento de mudança de conceito da Mastercard. Diferente das peças anteriores, a campanha passa a se basear no significado de cada compra.  Ou seja, as compras passam a ter valor e não apenas preço. O conceito da publicidade em 2010 é o de que MasterCard é o cartão que faz parte do momento de uma compra que tem um impacto importante na vida do consumidor.

Agência: McCann Erickson
Cliente: Mastercard Brasil
Produto: Institucional
Título: Figurinha
Duração: 60″
Direção: Gustavo Leme

Gostaram?

EXTRA, EXTRA! ATUALIZAÇÃO –>11:21

Olha o que eu achei, gente:

Álbum Virtual da Copa

Aê, addicted de plantão? Que tal ter também um álbum virtual?

Para possuir seu álbum virtual, seja um membro do Club Fifa!

Siga a Torcida Panini no twitter: @torcidapanini

That’s all, Folks!

Read Full Post »