Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘idade’

Ontem foi aniversário da nossa @melissapio e, ao completar 25 anos, a Mel já se torna público-alvo para os cremes anti-sinais. Por mais que ainda não existam rugas e linhas de expressão, essa é idade ideal para as mulheres começarem a se cuidar. Não tem fórmula mágica, o segredo é a prevenção!

Uma das marcas que comercializa produtos do tipo é a Olay, marca pertencente à Procter & Gamble. Para a campanha do produto Regenerist, a Olay contou com a F/Nazca Saatchi & Saatchi que criou uma intervenção criativa na Revista Caras. A agência usou o Olay Regenerist para esconder, literalmente, a idade das celebridades, colocando o potinho do produto dentro dos tradicionais parenteses que revelam indiscretamente a idade das mulheres. Simples assim! Já falaram parabéns para a Mel?

 

Read Full Post »

ambicao

Olá Garotas e Garotos…

Hoje meu post não é nada específico. Não fala de publicidade. Não fala de mídia social (ê mania). Ele fala de mercado, de carreira…melhor…Ele fala da relação entre a Mulher e a Ambição.

Achei um depoimento muito bacana no linkedin e resolvi traduzir para vocês.  O texto é de autoria de Gayle Lasalle, Consultora profissional experiente em Treinamento e Coaching.

Mulher e Ambição

Conforme vou ficando mais velha e, esperançosamente, mais sábia, tendo a me tornar também mais rebelde. A única maneira de conseguir que eu faça alguma coisa é dizer que eu não sou capaz de fazê-la. Gostaria de poder dizer que eu sempre fui assim, mas isso não é verdade. É uma característica que eu desenvolvi ao longo da vida, provavelmente porque eu tive de correr riscos e descobri que, na maioria das vezes, fui bem sucedida.

Até pouco tempo atrás, não me via como uma pessoa ambiciosa. Eu achava que era apenas uma sobrevivente e que fazia simplesmente aquilo que eu deveria fazer. Eu não gosto de fazer a mesma coisa durante muito tempo. Logo, estou sempre aberta para novas tarefas, desafios ou projetos. Quanto mais coisas diferentes faço, mais percebo o que eu gosto de fazer. Durante vários anos, por meu trabalho na época ter oferecido inúmeros benefícios em minha empreitada de mãe solteira, fiz o melhor que eu podia para encontrar novos desafios dentro desse contexto. Novamente, não encarei esse comportamento como ambição. Até quando um homem com quem trabalhei me disse: “Você é tão ambiciosa”. Agora percebo que ele não estava me elogiando. Claramente, foi um julgamento negativo. Tínhamos o mesmo cargo. Ele parecia se contentar em fazer apenas o seu trabalho, enquanto isso não era suficiente para mim.

Na época, eu não sabia como responder a isso e, para ser honesta, nem pensei muito sobre o assunto. No entanto, tempos depois desse comentário, tomei a decisão construir minha casa. Não me lembro agora de quantas pessoas disseram que isso era demasiado ambicioso para uma mulher, mãe solteira e nada abastada. Não importava o quanto tinha pesquisado; essas pessoas só me questionavam. Então, algo aconteceu. Não me lembro ao certo como, porque e de onde veio isso, mas sou extremamente grata por essa mudança: pela primeira vez, eu me rebelei e decidi: “Eu vou mostrar a eles.” E foi o que eu fiz!

Ainda moro nessa casa. Amo minha casa, por muitas razões; mas a principal delas é que foi o impulso para a minha evidente ambição e orgulho. Conseguir construir a minha casa, mobiliá-la e provar para as pessoas que elas estavam erradas me deu força para fazer outras coisas que exigem muita ambição.

Saí então daquele emprego quando percebi que o tipo de ambição de que hoje me orgulho em ter não era algo valorizado, especialmente em mulheres. Trabalho hoje em um local onde a ambição é aceita. Melhor que isso: abri meu próprio negócio. Se minha ambição me ajudar, em poucos anos viverei apenas do meu trabalho. Também me juntei a grupos de mulheres de negócios que apóiam e incentivam a minha ambição. Eu escolhi me cercar de pessoas que acreditam nas mesmas coisas em que eu acredito.

Não me interpretem mal. Eu ainda me importo com as pessoas. Sou gentil com os meus amigos, colegas de trabalho e faço de tudo para ajudar os outros em suas atividades. Não sou uma pessoa egoísta e luto para entender por que a palavra “ambição”, particularmente no caso das mulheres, muitas vezes se confunde com egoísmo.

O dicionário dá as seguintes definições para a palavra ambição:

1. Um desejo ardente de status, fama ou poder
2. Desejo de alcançar um fim específico

Prefiro a segunda definição, mas parece que muitos consideram apenas a primeira.

Eu gosto da minha ambição. E vou defendê-la para qualquer um que ouse contestá-la. Caso alguém queira comparar ser ambiciosa com ser uma Bitch, então eu peço – Por favor, Bitch com B maiúsculo, pois entenderei como um elogio.

That’s all folks. Espero que tenham gostado!

Read Full Post »

Velha aos 25?

No ano passado a Natura lançou um creme anti-sinais para mulheres a partir de 25 anos. Oi? Rugas com 25 anos? Pois é! O pior é que desde a primeira vez que vi o comercial eu decidi que quando fizer 25 anos, vou começar a comprar o produto. Paranóia? Não. Tendência! O meu pensamento foi o bom e velho “melhor prevenir, que remediar.” Oras, se eu começar a cuidar da minha pele agora, vou ter muito menos trabalho quando for mais velha. O que é melhor? Impedir que as rugas apareçam de forma severa, ou tentar fazê-las desaparecer magicamente mais tarde? E, convenhamos, hoje todas falamos “Nem me preocupo com isso! Acho feio mulher que não quer aparentar a idade que tem”. Mas aposto que quando as primeiras rugas aparecerem vamos todas correr atrás da revendedoras de produto de catálogo dos nossos salões de cabelereiro ou escritórios.

O fato é que semana passada esse produto foi citado na minha aula de pós-graduação. Uma das meninas, como eu, se identificou com o comercial e se tornou consumidora. Um dos colegas, que trabalha na Natura, desvendou o mistério. Não, não somos só eu e minha colega de pós que nos preocupamos precocemente (?) com os sinais da idade. A Natura percebeu, através de pesquisa, que muitas mulheres dessa faixa etária já usava creme anti-idade, mas como o 30+ era o primeiro da linha, era esse que elas usavam. Perceberam que esse público buscava algo para ajudar na prevenção e assim lançaram o 25+. (Para vocês, eu não sei, mas para mim o site não carregou) Nada como parar para estudar o comportamento de compra do público, não? Fácil assim, acharam um nicho.

Fui rever o comercial e, além de trazer um produto que o público pede, ele fala direitinho com o nosso momento na vida. Momento de tomar decisões importantíssimas, mas que se pararmos para pensar, ainda não são definitivas. Trocar de emprego ou de profissão? Morar sozinha ou dividir aluguel?

Não sei ainda…mas o Natura Chronos 25+ já está na minha lista de compras.

Read Full Post »