Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Gisele Budchen’

Nós, mulheres, sabemos que usando nossso charme podemos conseguir muita coisa, não é?

Pensando nisso, a agência GiovanniDraftfcb criou a campanha “Hope Ensina”, que traz a modelo Gisele Budchen toda charmosa ensinado como dar uma notícia desagradável para o marido. Ah, de lingerie, claro.

A campanha é leve, mas engraçadinha. Nada de genial, mas não apelativa como as campanhas da Duloren. Os vídeos da Hope são sutilmente sensuais e atingem dois públicos: feminino e masculino. Vale lembrar que é bem comum que os homens comprem lingerie para suas amadas.

Por tudo isso, ponto pra Giovanni.

E vocês, gostaram da campanha?

Anúncios

Read Full Post »

Duas lojas de departamento e duas novidades digitais.

1) Lojas Marisa e o desfile interativo:

As lojas Marisa lançaram um vídeo interativo no YouTube. Você escolhe o corpo mais parecido com o seu e assiste um desfile com as roupas que caem bem naquele biotipo. Vejam só:

Achei a ideia realmente muito boa, um discurso publicitário contra o padrão de beleza das passarelas é tudo de bom. Mas… pera lá, só 03 modelos? Que economia, Dona Marisa. Se é para a consumidora se identificar com a modelo, faça mais, coloque umas 10 pelos menos. A gente não é só baixinha, média e gordinha. (Aliás, média é um termo muito ruim. Parece nem bom, nem ruim).

Somos magricelas, sem peito, peituda, sem bunda, bunduda, muito alta, com ombros largos, negras, orientais e muito mais. Não desmerecendo a ação, ela continua boa. Mas podia ser muito boa. Podia ser Pepsi.

2) C&A e a modelo blogueira:

Para embalar a nova coleção da C&A assinada por Gisele Bündchen, a C&A colocou nossa super modelo para dar uma de blogueira no Com que Look eu vou,  blog da marca no qual os usuários se ajudam a escolher a roupa ideal para todo tipo de ocasião.

Olha, eu queria (queria muiiito) acreditar que é a Gi mesmo que escreve. Mas achei o perfil tão genérico, sem personalidade, sem um “E aí, Gurias?!”. Esperava algo mais íntimo e menos “minha assessora escreveu e eu aprovei”. É pedir demais?

Read Full Post »