Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘FAIL’ Category

Gzuiss amado! Essa foi a primeira frase após ver essa promoção.

Não vejo link com o produto, com as celebridades escolhidas, não vejo sentido e atratividade no premio e muito menos na mecânica.

Acho que definitivamente não sou o publico, mas juro que gostaria de entender se existe uma relação.

Anúncios

Read Full Post »

Essa vai para todo mundo que acha que é só no Brasil que tem funcionário mal treinado.

“Ei, segura aí essa bola de basquet…Ops, era um monitor, MALZ”.

Sabe o que é mais engraçado? Tem gente metendo o pau no dono da encomenda, acusando-o de “riquinho” por ter uma casa com cerca.

Read Full Post »

Olha, eu preciso dizer que já estou porraqui com esses erros de Photoshop.

É tanto absurdo, e tanta gente colocando isso na home do Globo.com que olha, tá difícil de lidar.

Acontece que eu vi esses dias algo que se destacou. Não é propriamente um erro… Vejam:

Reparem.

É O MESMO CORPO.

Muda o acessório no pulso, a cor da pele… E só. Os caras da H&M, uma loja que existe em uns 150 planetas, tiveram que admitir que o corpos de suas modelos são feitos no computador. Tudo c.g.

Não é admirável? Parabéns, vocês estão fazendo isso SUPER BEM viu, gente?

Deu no Jezebel e eu vi no Blue Bus.

Read Full Post »

Amigos jornalistas, nada pessoal. Conheço muito cara bom, assim como conheço muito profissional fraco. Tem publicitário ruim, tem médico ruim. Desinformação não é exclusividade de nenhuma profissão.

Com certeza você já passou pela seguinte situação: uma rodinha de amigos e conhecidos e surge um assunto do qual você nunca ouviu falar. E aí alguém vira para você e pergunta “Você sabe né, Oswaldo, aquela balada da moda em Piracicaba, com certeza você já ouviu falar”. E aí você, se sentindo o ser humano mais nerd e forever alone da roda diz “Claro, tô lá toda semana”. Se disser que nunca mentiu para parecer informado, antenado, é mentira.

Pois bem. Estourou nessa semana um caso de fail no jornalismo esportivo que mereceu o primeiro post do dia. Conhecem o craque Bruno Camargo, do Chelsea B.?

Não, você não conhece. Não pague o mico de dizer que sim. Simplesmente porque ele NÃO EXISTE.

Torcedores fanfarrões criaram Bruno e mais uma coleção de indícios de sua existência: verbete no Wikipedia (que já foi retirado, btw), um vídeo com gols do cara e notícias de que o cara seria contratado pelo Grêmio.

E alguns jornalistas caíram feito patinhos.

Em uma rádio gaúcha:

No twitter de vários jornalistas locais, exemplo abaixo:

Aí eu fico pensando… Se nós Garotas fazemos tanta pesquisa antes de escrever por aqui (e ainda assim comemos algumas bolas de vez em quando)… Custa tanto assim fazer valer o diploma a pena, gente?

Não é a primeira e nem será a última vez que veremos essas coisas. Caso vocês lembrem de algum outro caso, mandem para a gente!

Read Full Post »

A verba de uma campanha nunca limita a criatividade. O publicitário talentoso é aquele que cria uma campanha criativa que caiba no bolso do cliente. Apesar de existir gente que use o baixo investimento como justificativa de um resultado ruim, o comercial do Refrigerante Xamego está aqui para provar o contrário. Sim, é possível fazer algo tosco com muito dinheiro. O comercial abaixo foi veiculado no horário nobre da TV Globo.

Ah, acho que entendi o que aconteceu aqui. Gastaram todo o dinheiro da campanha em mídia e não sobrou para:

– Criar um cenário decente para uma fábrica encantada, deu só para o estagiário de computação gráfica.

– Confeccionar fantasias decentes de fadas, deu só para pegar o que cada uma tinha no armário. (e tem uma que destoa do grupo com uma fantasia de grega ou seria de formatura?)

– Gravar uma cenas externas, sobrou para o mesmo estagiário criar um caminhão e uma cidade.

– Pagar o locutor, deu só para o slogan.

– E principalmete, CRIAR SUA PRÓPRIA EMBALAGEM! É igual ou não é a embalagem do Guaraná Antarctica? Comparem:

Sério, acho que encontrei algo pior que Dolly ou Duloren.

Read Full Post »

Troféu Mau Gosto

Vejam qual foi o comercial inglês que recebeu o mais alto volume de queixas segundo o Advertising Standards Authority, o equivalente ao Conar da terra da Rainha.

Anunciante: Phone4U.

Quem não indicar esse post para um amigo ler… 7 DAYS.

Boo.

Read Full Post »

Hmmm. Peguei birra do comercial da Budweiser.

Trata-se de uma adaptação, veja bem, ADAPTAÇÃO de um comercial americano.

Call me ufanista, mas eu acho o Ó quando uma marca que teoricamente quer entrar em um novo mercado não tem a mínima consideração em preparar algo exclusivamente para o novo público.

E na boa? “Os momentos mais incríveis da minha vida?”

Nunca experimentei, mas acho que prefiro até Nova Schin a tomar algo que bebedores de cerveja profissionais costumam chamar carinhosamente de xixi engarrafado.

E “Good Times are Coming”, em português, é algo como “Grandes momentos estão chegando”.

Argh.

Read Full Post »

Older Posts »