Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 10 de junho de 2010

Olá PessoALL!

E hoje é ALL mesmo! Meninas, Meninos, meninas que gostam de meninas, meninos que gostam de meninos…Vamos falar de parada gay e mercado GLS (ou GLBT)!

Considerada a maior do mundo, a Parada Gay de São Paulo tomou a Avenida Paulista no último domingo. Dentre as causas levantadas pelas quase 3 milhões de pessoas que passaram pelo local, a mais importante foi o movimento contra os políticos homofóbicos. “Vote contra a homofobia: defenda a cidadania”.

E por falar em Parada Gay… Fui atrás e consegui encontrar algumas informações beeeem bacanas sobre o Mercado GLS.

Postura Gay Friendly e o Poder do Pink Money

Dezoito milhões de pessoas, responsáveis por 20% do crescimento econômico brasileiro.  Injetores de 200 bilhões de reais na roda da fortuna brasileira. A população GLS forma um mercado importantíssimo que não deve ser negligenciado. Com um poder aquisitivo maior que o da média (uma das explicações encontradas é a ausência de filhos na maioria dos casos) eles são alvo não só do preconceito, mas dos empresários, felizmente.

Muitas companhias têm adotado uma postura chamada Gay Friendly.

Você empresário, que tem medo de colocar seus pennies no mercado colorido… Quando eu falo em Apple, American Airlines, Bank of America, Coca-Cola, IBM, Levi’s, MasterCard… o que vem a sua cabeça?

Alguma relação imediata com o público gay?

Não né?

Essas empresas já se posicionaram mundialmente como Gay Friendly e, acredite, estão enchendo mais o cofrinho por este motivo. E nem por isso perderam mercado dentre os héteros. Entende?

Ou seja: PRECONCEITO É COISA DE GENTE QUE NÃO GOSTA DE DINHEIRO.

Ta difícil? Ok, vou apelar para as estatísticas.

Mercado GLS em números

  • Gastam 30% a mais em bens de consumo que os héteros
  • 40% estão em SP, 14% no RJ, 8% em MG e 8% no RS
  • 36% são da classe A, 47% da classe B e 16% da classe C
  • 57% têm nível superior, enquanto apenas 14% da população adulta de SP têm essa escolaridade

É o poder do Pink Money.

Empresas simpatizantes

Não basta tricotar, tem que exemplificar. Veja abaixo alguns exemplos de empresas lideradas por mentes brilhantes ávidas por dindim, bufunfa, jabaculê.

Turismo GLS: Friendly Tur

Espera-se que o turismo GLS alavanque em 34% as atividades do setor

Já dizia o poeta (?): “Não se deve em confiar em quem não bebe. E nem em quem não está no Google”. Googlei “Agência Turismo Gay” e lá veio a Friendly Tur, nas primeiras posições. 

Play Center Gay Day

Neste ano, o acontecido foi no dia 05, véspera da Parada Gay. O Gay Day já pode ser considerado uma prévia da festa. O evento apresenta um ticket médio de R$ 18, contra reles R$ 10 dos outros eventos similares.

Mr Cox: “Saia do seu Armário e venha para o nosso”.

Arrasou no slogan. Só digo isso.

MrCox: Loja carioca especializada no público gay. Fica pertinho da Farme de Amoedo, rua de Ipanema que acolhe vários points gays (@coxipanema)

O mais legal: Tecnisa

Em números, os gays representam 12% do volume de vendas da Tecnisa. “O que para uns é preconceito, para nós é negócio” Romeo Busarello, diretor de Marketing da Tecnisa.

Chega de bombardear vocês com tanta coisa!

Espero que tenham gostado!

That’s all, Folks!

<!–[if gte mso 9]> Normal 0 21 MicrosoftInternetExplorer4 <![endif]–> <!–[endif]–>

Mr Cox: “Saia do seu Armário e venha para o nosso”. Arrasou no slogan. Só digo isso.

MrCox: Loja carioca especializada no público gay. Fica pertinho da Farme de Amoedo, rua de Ipanema que acolhe vários points gays (@coxipanema)

Read Full Post »