Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \30\UTC 2010

Olá Pessoas! Espero que estejam todos bem!

Hoje o post é sobre a linda iniciativa idealizada pela Agência Click , com o apoio da  Creative Commons em prol da  AACD (Associação de Assistência a Criança Deficiente). Estou falando do Projeto Uniqe Types, onde Designers foram convidados a criar fontes inspiradas nas crianças atendidas pela AACD.

O grande objetivo é ajudar essas crianças  unindo todos os envolvidos: Designers criadores; Agências, que utilizam as fontes em seus anúncios;  Anunciantes, que autorizam a veiculação dos anúncios e Veículos, que apoiam as campanhas com Unique Types.

É incrivel onde a criatividade pode chegar, não?! Vejam abaixo 2 fontes que foram criadas.

Eric Oliveira por Rodrigo Franz
A idéia da fonte é tentar desassociar o lado negativo de uma cadeira de rodas e mostrar que para uma criança com limitações motoras, uma cadeira de rodas traz a liberdade. Liberdade para se locomover e assim ver o  mundo, sonhar, conhecer-se e romper barreiras. Quantas vezes a combinação certa de letras e palavras não nos permitiram isso? 

Iguais por Paulo Bruno

O bold das fontes é a representação das pessoas sem deficiência física. As partes que foram substituídas pelo colorido representam o auxílio que o deficiente físico utiliza (como uma muleta, cadeira de rodas etc.). A ideia é mostrar que as letras estão diferentes, mas no fundo são iguais, são tão úteis e entendidas como se estivessem completas.

Outra iniciativa bem legal é um vídeo com a crianças da AACD fazendo um convite para o Marcello Serpa, que já está circulando pelo Twitter com o intuito de chegar até ele. Eles fizeram uma adaptação em um anúncio de Havaianas usando uma das Unique Types, confiram abaixo.

Espero que tenham gostado do post e ajudem a divulgar esse lindo projeto!

 

Read Full Post »

Olá PessoALL! Tudo bem?

Já faz algum tempo que venho tentando postar sobre as publicidades antigas da Coca-Cola. A gigante é famosa por seus esforços sempre muito criativos e impactantes; selecionei algumas boas peças veiculadas desde 1900, mas nenhuma veiculada em terras tupiniquins, pelo que me consta.

É interessante ver que a Coca-Cola era anunciada como algo que curava dores de cabeça, vício em morfina e até impotência. Seria a Coca Cola do passado uma situação de efeito placebo?

Fiz uma compilação de imagens que chamaram a minha atenção, em ordem cronológica.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Falando ainda de Coca-Cola, vejam abaixo uma imagem que circula por emails. Vale mais que mil palavras.

Espero que tenham gostado.

That’s all, Folks!

Read Full Post »

Melissa pode parecer um nome até normal para você, que está lendo ele assim, escrito, bonitinho, com apenas um “l” e dois “s”. Mas dentro dos meus círculos de convivência, ao longos dos anos percebi que não é um nome tão comum. Para começar, toda vez que eu falo meu nome para um desconhecido, ouço um “Melina”? Nãoooo. ME-LIS-SA. Pelo menos tenho diversão garantida quando vou em algum lugar onde a pessoa tem que escrever o nome do cliente na comanda. Já escreveram meu nome com “ll”, com um “s” só e, pasmem, até com “ç”. Amigas já me perguntaram se eu tenho esse nome por causa da sandália Melissa, mas o irônico é que durante a infância, todas minhas amigas tinham Melissinhas, menos eu. Acho que minha mãe pensava que seria muito clichê. Nem a pochetezinha que vinha junto convenceu. Assim como eu, a sandália cresceu, deixou de ser Melissinha e passou a atender pelo nome de Melissa. Quando eu tinha uns 12 anos, a Melissa lançou um modelo bem diferente da tradicional aranha: uma plataforma cinza, com detalhes pretos. Me apaixonei e uma amiga prometeu me dar de aniversário. Mas ainda não era hora de abrir espaço para mais uma Melissa na minha casa pois quando meu aniversário chegou, minha amiga não achou mais o modelo e me deu um sapato básico com um nome qualquer.

Finalmente, quando tinha 20 anos uma grande amiga da minha agência olhava o site da Melissa em busca de um modelo, quando eu comentei minha frustração de ser uma Melissa sem Melissa. Quando chegou meu aniversário o pessoal do trabalho se uniu e meu deu dois presentes: um cartão e uma bolsa. O cartão dizia “A primeira Melissa a gente nunca esquece” e eu achei que estavam se referindo a mim (me achei pouco né?), afinal quase nenhum amigo meu conhece nenhuma outra Melissa além de mim. Mas, para minha surpresa, dentro da bolsa estava a minha primeira Melissa.

“A primeira Melissa a gente nunca esquece”

E foi assim que nunca mais tive problema para me apresentar.

– Prazer, meu nome é Melissa.

– Melina?

– Não, Melissa. Como a sandália (aponto para o pé).

– Ah, claro! Que nome bonito…(ok, essa sou me achando com meu nome fashion, hahaha)

Quase todo aniversário ganho alguma Melissa de presente, inclusive as meninas do blog já entraram na tradição. Tem clichê melhor no mundo? E ainda com o bônus de nunca mais ter problema para me apresentar.

Muitos pares depois…

Desculpe esse momento “Querido diário”, mas não tinha como fazer um post falando de Melissa, sem falar um pouco da Melissa (a.k.a.: eu).  O fato é que agora que eu tenho mais pares do que meu salário gostaria de ter comprado, eu sempre estou de olho no que a Melissa faz, não só para escolher minha nova aquisição, mas porque as campanhas de Melissa são sempre muito bonitas. A nova é a Melissa Et Circenses. Há poucas semanas comprei o Kit Campana pelo site que, além de vir numa caixa linda, veio também com a Revista Plastic Dreams. Na capa está Dita von Teese, que eu achei a garota propaganda perfeita para o tema. (Ajuda o fato de ela ser conhecida por sua forte referência nas Pin Ups, tema que gostamos pouco, né Garotas de Propaganda?)

Muitos dos modelos novos, inspirados na temática circense são lindos, mas para mim, a grande novidade da coleção é a sandália para as pequenas melisseiras de plantão, a Vivienne Westwood Anglomania + Mini Melissa:

Baby Melissa nos tamanhos 20 e 21.

Eu quase desenvolvi uma gravidez psicológica de tanta vontade de comprar uma dessas! Além de poder ver e comprar no site da Melissa e na Galeria Melissa da Oscar Freire, você também pode conferir todas as novidades na loja Melisseiras.

Gente, com este post as Garotas também estão participando de uma promotion da @LojaMelisseiras na busca por um par de Melissa para sortear entre nossas leitoras (e leitores que podem presentar namoradas, mães ou amigas). Acho digno todo mundo bombar esse post, retuittar, encaminhar, passar para Deus e o mundo e cruzar os dedos para as Garotas ganharem a promoção e sortear um lindo par de Melissas aqui hein?

Melisseiras, uni-vos!!

Read Full Post »

Uma épica partida de pebolim entre Pelé e Zidane, apresentada por Maradona. Um ótimo enredo para uma campanha publicitária na véspera da Copa do Mundo se não fosse por um detalhe, o encontro entre os três, de fato, não aconteceu.

Há 44 dias para a Copa, as campanhas sobre o tema dominam o universo publicitário, de uma hora para a outra a bola de futebol vira estrela de 9 entre 10 comerciais de TV (Dados do PaulaMiranda’s Institute). A Louis Vuitton que até então tinha pouca (ou nenhuma) tradição no ambiente futebolístico resolveu entrar no clima também e convocou os três maiorais: Pelé, Zidane e Maradona para sua nova fase da série “Journeys”.

Antes de mostrar as peças vale comentar que após um ano de negociações, no dia da gravação, feita em um bar em Madri, Maradona atrasou nada menos que 4 horas, mudando completamente os planos da produção. O jeito foi tirar fotos e  filmar apenas Pelé e Zidane que não podiam esperar tanto. Depois tiveram que incluir o argentino na base do photoshop. Tinha que ser, né?

Pelé, Zidane e Maradona. Encontro tão improvável que precisou de Photoshop.

Abaixo o vídeo teaser da campanha.

No site, os internautas dão seu palpite sobre o vencedor. No momento em que escrevia esse post estava 51% para o francês, disputa acirrada.

Não sei se foi erro de continuação, mas no teaser Maradona apresenta o confronto entre Pelé e Zidane, porém no anúncio impresso quem está de olho na partida é o Rei e é Zidane quem enfrenta nosso rival. Será que o argentino conseguiu atrapalhar a campanha tanto assim? A ideia e a redação ficaram ótimas, mas o projeto desandou um pouco durante a execução.Vale esperar a continuação prevista para 17 de maio para conferir.

Read Full Post »

Segunda-feira, seguinte ao lançamento do grande sucesso do filme de Tim Burton: Alice no País das Maravilhas, já existem diversas marcas com produtos relacionados ao tema.

Diríamos que uma venda de oportunidade, já que a expectativa está bem grande para o filme, que foi lançado nos EUA bem antes que aqui.. deixando nós brasileiros, ainda com mais vontade de assistir.

E claro, que num final de semana chuvoso como esse que foi em SP, acabei não conseguindo ver, os cinemas lotadissímos e ingressos, óbvio, pela internet esgotados. =/

Bom, o jeito é ir curtindo os produtos enquanto nao chega a minha vez de assistir o filme.

Selecionei os que eu achei mais legal… Vamos lá:

 

Maquiagem

 

Preços: batom custa R$ 49,00; pallete com 5 sombras R$ 99,00 e estojo de couro R$ 89,00.

Onde comprar: nos make up stations situados nos shoppings Iguatemi e Pátio Higienópolis e em multi marcas, como a Ellus and Guest do Shopping Cidade Jardim e Oscar Freire.

 

Melissas: 

    

Preço: R$ 110,00.

Onde comprar: Galeria Melissa ou pelo site www.melissa.com.br

 

Pingente White Rabbit

Preço sugerido: R$ 485,00.

Onde comprar: Lojas Swarovski no Shopping Morumbi e Shopping Higienópolis

 

E a HStern, não ficou de fora, em uma parceria com a Disney desenvolveram anéis esculpidos artisticamente em ouro esmaltado e diamantes numa coleção que na minha opinião ficou linda!

Eles anunciaram em revista, olha aí o anúncio:

Espero que tenham gostado…

Bj Bj

Read Full Post »

Humor Skol

Olá Galera, sexta-feira, depois de um feriadinho no meio da semana! Ótimo né?! Passou voado a semana! 

Olha só, mais uma vez eu vou falar de cerveja! Antes de mais nada , eu não sou alcoólatra! rsrs..apenas uma publicitária que admira os comercias de cerveja que vem sendo criados recentemente, principalmente os da Skol. E é dela que vou falar. 

É incrível a forma humorada que a Skol vem abordando seus comerciais, sem precisar usar mulheres gostosas. Nesse feriadinho estava folheando a revista Veja e curti muito o anúncio da nova embalagem Skol 5 litros. 

Página simples, brincando com a imaginação do leitor.. 

..e na pagina seguinte a revelação:

 Achei bem legal a abordagem de relacionar uma situação de suspense, que leva muitos ao mesmo pensamento, com a idéia da primeira impressão que as garotas tem do produto. Acredito que essa linha de criação dá muito certo nos anúncios, permite brincar a vontade com a imaginação e com a própria criação.

 Abaixo o filme que está no ar: 

Apesar de não seguir a mesma linha do anuncio de revista, as cenas em conjunto com a música deixaram esse filme bem engraçado. Ficou sugestivo do tipo: leve uma Skol 5 litros no churrasco do amigo pra ficar bem na fita e não queimar o filme. 

Minha dúvida é: será que esse lançamento vai pegar? 

Aproveitando o post e provando como não precisa de mulher gostosa para fazer um comercial bom de cerveja, ai vai mais um filme da skol que está no ar relacionado a copa do mundo!

 

Esse filme pra mim é o melhor, sensacional. É sempre muito engraçado zoar os Argentinos, é uma zoação saudável, que todos , tanto argentinos como brasileiros já estão acostumados e se divertem! Principalmente em época de copa! 

“Skol, qualquer torcida fica redonda” Realmente..a ponto de argentinos sambarem, tirarem a camisa da sua seleção e torcerem para o Brasil! hahaha

Bom fim de semana!

Read Full Post »

Olá PessoALL,

Tudo bem?

Já está virando tradição colocar comercial com approach chororô aqui, né? Mas desta vez, o tema emociona não só mulheres, mas marmanjos de todas as idades que adoram futebol.

Todo mundo já viu o filme “Figurinhas” da Mastercard?

Não vou explicar e nem narrar o comercial: vejam com seus próprios olhinhos.

Como a idéia aqui é AGREGAR, fui atrás de alguns detalhezinhos que talvez nem todos conheçam.

A febre dos álbuns de figurinhas da copa surge momentos antes do evento, mas parece que neste ano a procura foi muito maior. Conversando com o meu namorado, chegamos à conclusão de que o fenômeno deu-se pela força conquistada pelas redes sociais. E não é que acertamos?

No Twitter, Panini pede desculpas por desabastecimento de figurinhas

(Vi no UOL)

Multinacional responsável pela produção e distribuição do álbum e das figurinhas oficiais da Copa do Mundo da África do Sul, a Panini divulgou em sua página oficial no Twitter um pedido de desculpas por conta do desabastecimentos dos produtos nas bancas de jornais.

(…)

A empresa explicou que eles não estavam esperando uma procura tão grande quanto a que foi apresentada. “Nunca antes na historia desse país tanta gente colecionou o álbum da Copa”, começou a série de mensagens publicadas no microblog.

(…)

“Mesmo com a produção sendo 50% superior a da Copa de 2006, não esperávamos tantos novos adeptos. Isso se deve ao sucesso das redes sociais no Brasil integradas às ações de marketing”.

Fui atrás e descobri outra coisa bacana. Sabiam que o primeiro álbum da Panini foi justamente da Copa de 70, cujo álbum é o que aparece no filme?

Outra coisa bem legal é a participação do Rei do Futebol num momento de mudança de conceito da Mastercard. Diferente das peças anteriores, a campanha passa a se basear no significado de cada compra.  Ou seja, as compras passam a ter valor e não apenas preço. O conceito da publicidade em 2010 é o de que MasterCard é o cartão que faz parte do momento de uma compra que tem um impacto importante na vida do consumidor.

Agência: McCann Erickson
Cliente: Mastercard Brasil
Produto: Institucional
Título: Figurinha
Duração: 60″
Direção: Gustavo Leme

Gostaram?

EXTRA, EXTRA! ATUALIZAÇÃO –>11:21

Olha o que eu achei, gente:

Álbum Virtual da Copa

Aê, addicted de plantão? Que tal ter também um álbum virtual?

Para possuir seu álbum virtual, seja um membro do Club Fifa!

Siga a Torcida Panini no twitter: @torcidapanini

That’s all, Folks!

Read Full Post »

Older Posts »